Membros

Erica dos Santos Rodrigues

Erica é pesquisadora na área de Psicolinguística, com Doutorado em Letras pela PUC-Rio, onde atua como professora há 26 anos. Tem como um dos braços de sua pesquisa a investigação dos processos de leitura e escrita, em diferentes suportes e ambientes. No que tange ao tópico “Linguagem Clara”, interessa-se em especial pela caracterização dos fatores linguísticos e discursivos que, em termos dos processos mentais, podem representar custo ao processamento de diferentes gêneros textuais. É membro do LAPAL – Laboratório de Psicolinguística e Aquisição da Linguagem, do INCOg- grupo interdisciplinar de Neurociências e Cognição e  também coordena a equipe de Leitura e Escrita do NOAP, núcleo de orientação e atendimento psicopedagógico da PUC-Rio.

Heloisa

Heloisa Fischer

Heloisa é fundadora do Com Clareza, organização que faz consultoria, produz conteúdos e realiza projetos no campo da linguagem clara. É mestranda em Design na PUC-Rio, na linha de pesquisa “Ergonomia e Usabilidade e Interação Humano-Computador”. Graduada em Jornalismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Tem especialização em Cultura do Consumo pela PUC-Rio, onde apresentou a monografia “Clareza em textos de e-gov, uma questão de cidadania”. Colaborou com a Agência UFRJ de Inovação (2017-2018). Integra a Plain Language Association International (PLAIN). Criou e administra o grupo Linguagem Clara Brasil no LinkedIn, em parceria com a PLAIN. Antes de atuar na linguagem clara, fundou e dirigiu VivaMúsica!, empresa de comunicação que disseminou a música clássica no Brasil por 21 anos.

Jaque

Jaqueline Sinésio

Jaqueline é bacharel em Letras Modernas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e especialista em Antropologia Social pela PUC-Rio, onde é atualmente mestranda em Ciências Sociais. Atua há mais de 10 anos nas áreas de tradução, versão, revisão e ensino de língua portuguesa para falantes e não falantes do idioma. Suas áreas de interesse atualmente são a relação entre democracia e cidadania e a questão da linguagem, elitismo, trabalho, burocracia e desigualdades.

Lia Nóbrega

Lia é formada em Engenharia de Alimentos pela Unicamp, e possui MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou na indústria de alimentos por mais de 15 anos, principalmente em empresas de tecnologias de processamento de produtos cárneos e de panificação. Em 2017, iniciou o mestrado em Ciências de Alimentos na UFRJ, com foco em análise sensorial e estudo do comportamento do consumidor. Junto à Agência de Inovação da UFRJ, vem desenvolvendo estudos relacionados à alimentação e obesidade. Considera que o movimento de linguagem clara pode contribuir para uma alimentação mais consciente e saudável, ao possibilitar que as informações disponíveis na mídia e nas embalagens dos alimentos sejam precisas, simples, claras e confiáveis.

 

Thais

Thais Miranda

Thais é tradutora (inglês-português) especializada na área jurídica. É formada em Direito pela PUC-Rio e estudante de pós-graduação em Técnicas, Práticas e Estudos da Tradução na mesma universidade. Já participou de diversos cursos sobre inglês jurídico, como Legal English – International Contracts and Business Law (FGV-Rio), Legal English – Contracts and Litigation (FGV-Rio), How to Draft Agreement (ESA-OAB/RJ). Sempre sentiu um incômodo em relação à linguagem obscura muitas vezes utilizadas em textos jurídicos. Quando começou a estudar tradução descobriu o movimento pela linguagem clara nos países de língua inglesa. Desde então, vinculou-se ao LincLab e se considera também tradutora de linguagem obscura para linguagem clara. É tradutora associada à American Translator Association (ATA).

 Tiago Batalha

Tiago é professor de Língua Portuguesa e Redação em cursos preparatórios e escolas regulares, além de servidor do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, onde desempenha atividades de natureza administrativo-acadêmica no Instituto de Educação e Pesquisa do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. Cursou Letras pela UERJ e mestrado em Estudos da Linguagem pela PUC-Rio. Atualmente, é aluno do curso de pós-graduação em Linguística Forense pela Universidade do Porto. Seus interesses de pesquisa e ensino giram em torno de temas como processamento de leitura, produção e análise de textos, argumentação e hermenêutica jurídica, bem como Língua Portuguesa e redação para concursos.